Tarobá impediu diretora sindical de retornar ao trabalho.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná repudia, com veemência, atitude da direção da TV Tarobá em afrontar, sistematicamente, a Justiça do Trabalho.

Depois de demitir, arbitrariamente, a diretora Ticianna Cunha Mujalli em desrespeito à legislação trabalhista em vigor, a TV Tarobá se nega a cumprir determinação judicial.

A diretora sindical teve sua reintegração determinada pelo juiz Daniel José de Almeida Pereira, da 8ª Vara do Trabalho em Londrina, no último dia 11. Desde então, a direção da emissora se recusa em acatar a decisão da Justiça.

A TV Tarobá insiste em prática antissindical e na tentativa de cerceamento à liberdade sindical. E afronta, deliberadamente, a Justiça do Trabalho, especialmente, a figura do juiz titular da 8ª Vara do Trabalho.

A direção do Sindicato dos Jornalistas repudia ainda a tentativa de a direção da TV Tarobá de impedir o livre acesso dos sindicalistas à redação da emissora. Acesso esse garantido por lei. A entidade irá tomar as medidas cabíveis para garantir o cumprimento da legislação trabalhista.

Compartilhe: